Reflexão do dia 23 de Setembro

"eu era uma exceção"

Ele (Bill W.) me disse, gentil e simplesmente: "Você pensa que é um de nós?"

* ALCOÓLICOS ANÔNIMOS P 413

Durante minha vida de bebedeiras estava convencido que eu era uma exceção. Pensava que estava além das exigências mesquinhas e que tinha o direito de ser desculpado.

Nunca percebi que o negro contrapeso de minha atitude era o sentimento constante de que não "fazia parte". No início, em A.A., me identificava com os outros somente como um alcoólico.

Que despertar maravilhoso foi para mim perceber que, se seres humanos estavam fazendo o melhor que podiam, então também eu estava! Todas as dores, confusões e alegrias que eles sentiam não eram excepcionais, mas parte de minha vida, tanto quanto de todo mundo.

* N.T. : Parte do livro Alcoólicos Anônimos não traduzido.